fbpx

Veras chama a atenção para a ADIN em pronunciamento durante sessão ordinária

Pronunciamento feito durante sessão ordinária do dia 04 de março de 2015 no plenário da Câmara Legislativa do DF

Boa tarde a todos. Primeiro gostaria de parabenizar em público a nossa Presidente pelo seu aniversário. Parabenizo também a Deputada Luzia de Paula. Ambas aniversariaram ontem, e é sempre bom tê-las aqui como companheiras.

Hoje faço uma breve análise, 2 minutos apenas. Tentarei fazer uma análise global a respeito da ação direta de inconstitucionalidade impetrada pelo Ministério Público no que se refere ao aumento dos servidores. A análise é simples. Vivemos num mundo globalizado. A economia do Distrito Federal não está desarticulada da economia mundial e, é claro, muito menos da economia nacional.

No âmbito mundial, vivemos já uma crise, haja vista o fraco crescimento dos Estados Unidos

O fraco crescimento dos Estados Unidos. O Presidente Barack Obama não consegue recuperar a economia, apesar de as taxas de desemprego terem diminuído levemente. A Grécia está novamente afundada em crise, o que mostra a instabilidade da União Europeia, coisa que se arrasta há quatro anos.

Aqui no Brasil, o Banco Mundial prevê um crescimento negativo, senão zero – isso não é crescimento. Se for mais do que isso, será um crescimento pífio. A economia nacional está estagnada.

No Distrito Federal, não é diferente. E aqui eu quero lembrar um dado da Codeplan: 93,3% do PIB do Distrito Federal está relacionado ao setor terciário da economia, no qual estão inseridas a prestação de serviço e a administração pública.

Ora, os servidores públicos são uma mão de obra gigantesca no Distrito Federal e, de certa forma, é essa mão de obra que sustenta a economia local. Se o servidor público está mal remunerado, ele não compra, se ele não compra, o comércio não vende, logo não contrata, as empresas fecham. O Deputado Rodrigo Delmasso levantou falou sobre isso hoje, aqui. S.Exa. citou a matéria de hoje do Correio Braziliense sobre os vários fechamentos do comércio local.

Essa ADI talvez tenha vindo no pior momento, porque ela vai ratificar e fortalecer o péssimo desempenho da economia do Distrito Federal, que é sustentada pelo funcionalismo público.

Então, fica aqui um alerta: se essa ADI for adiante e for aceita pelo Judiciário local, vai sufocar ainda mais o servidor público do Distrito Federal, sufocando toda a economia local. Deixo o alerta: dias piores virão – isso não é nada interessante.

Deputado Professor Reginaldo Veras

Presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura

*Texto extraído das notas taquigráficas cedidas pela divisão de Taquigrafia e Apoio ao Plenário da Câmara Legislativa do Distrito Federal

Sobre Anna Cléa Maduro

Anna Cléa Maduro
Jornalista e fotógrafa. Assessora atualmente o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Distrito Federal terá Semana de Combate e Prevenção à Violência Doméstica

Compartilhar via WhatsApp Na tarde desta quarta-feira (07), durante sessão remota, a Câmara Legislativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade