fbpx

Reginaldo Veras faz críticas o BRT  

Foto: Carlos GandraNa sessão desta tarde, o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) fez duras críticas ao BRT, que liga o Gama a Santa Maria.

“Essa é talvez uma das obras mais vergonhosas da história do Distrito Federal, tão vergonhosa quanto a Estrada Parque Taguatinga (EPTG). A EPTG talvez seja a maior aberração do Governo Arruda: paradas do lado errado que não funcionam, faixa exclusiva que não atende à demanda de ninguém. Mas esse assunto está superado. Já o BRT, que liga Santa Maria e Gama, é a obra mais inútil já feita em Brasília nos últimos tempos, porque passa um ônibus a cada 15 minutos”, afirmou.

O deputado informou ter recebido uma série de vídeos que mostram o caos do embarque no horário de pico.  “Nem gado, nem bicho são tratados como o ser humano é tratado no embarque. Não é possível que o DFTrans não consiga colocar dois funcionários ali para regular a entrada”, disse. “Estive recentemente no Rio de Janeiro. No horário de pico, peguei o metrô e o trem lá. Fica lá um funcionário da companhia orientando a entrada, a coisa é relativamente organizada, apesar de o montante de passageiros ser infinitamente superior. E aqui não há sequer um funcionário sequer do DFTrans para organizar a entrada dos passageiros no BRT. Aquilo é uma vergonha! O custo-benefício daquela obra talvez seja o maior crime aos cofres públicos do Distrito Federal. Se a EPTG é a maior aberração do Governo Arruda, o BRT é até agora a maior aberração do Governo Agnelo”, finalizou.

Ísis Dantas
Assessoria de Imprensa

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

Distrito Federal terá Semana de Combate e Prevenção à Violência Doméstica

Compartilhar via WhatsApp Na tarde desta quarta-feira (07), durante sessão remota, a Câmara Legislativa do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade