Início / Notícias / Destaques / Dia da Educação: debate sobre desafios e avanços na área marcam solenidade

Dia da Educação: debate sobre desafios e avanços na área marcam solenidade

Foto: Rinaldo Morelli/CLDFNa manhã de hoje (28), dia em que se comemora mundialmente o Dia da Educação, a Câmara Legislativa, por iniciativa dos deputados Joe Valle e Professor Reginaldo Veras, ambos do PDT, realizou solenidade para comemorar a data.

O plenário e a galeria da Casa ficaram lotados de alunos, professores e interessados em discutir os avanços e desafios em relação às questões que permitam a implementação de uma educação transformadora e de qualidade no Distrito Federal e em todo o país.

Foto: Rinaldo Morelli/CLDF

Na manhã de hoje (28), dia em que se comemora mundialmente o Dia da Educação, a Câmara Legislativa, por iniciativa dos deputados Joe Valle e Professor Reginaldo Veras, ambos do PDT, realizou solenidade para comemorar a data.

O plenário e a galeria da Casa ficaram lotados de alunos, professores e interessados em discutir os avanços e desafios em relação às questões que permitam a implementação de uma educação transformadora e de qualidade no Distrito Federal e em todo o país.

Segundo o deputado Joe Valle, “nosso mandato tem como compromisso a luta, no âmbito da Câmara Legislativa, pela qualidade e valorização dos profissionais da Educação, infraestrutura adequada para professores e alunos e maior democracia em todos os processos. Queremos e ousamos discutir ações mais efetivas e inovadoras para transformar a Educação do Distrito Federal”, afirma.

O deputado Reginaldo Veras, que preside a Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC), enfatizou que, ao contrário de Valle, “é otimista” em relação aos avanços já registrados, ao longo dos últimos 30 anos, na educação pública brasileira. “Sei das dificuldades, mas acredito que tivemos uma melhoria sim, em termos quantitativos, inclusive graças ao empenho dos nossos professores. São os alunos e professores os segmentos que devem estar à frente desse processo de construção de uma nova educação”, pregou.

Nas manifestações, os participantes cobraram mais recursos para a melhoria do sistema de ensino público, com a ampliação das contratações de professores e profissionais de apoio.

Estudantes da Escola Classe 407 Norte subiram à tribuna e, ao lado da diretora Ana Paula Regis, apresentaram o projeto pedagógico diferenciado daquela entidade, que oferece educação integral aos seus alunos, com oficinas e atividades recreativas no contraturno das aulas. “Infelizmente, não temos vagas nem condições de atender a todos os que nos procuram”, lamentou a diretora.

A estudante Cecília Silva, do colégio Setor Leste (612 / 611 Sul), representando os colegas, fez um relato detalhado das carências que enfrentam no cotidiano das aulas, como a falta de professores e a precariedade das instalações das escolas. Já Janaína Fonseca, mãe de aluno do ensino especial, que estuda na rede pública, criticou o não-atendimento das demandas específicas para aqueles estudantes: “o que é uma perversidade e nos deixa numa situação de impotência e abandono”.

Já a presidente do Conselho de Educação do Distrito Federal, Maria José Freire, destacou que apesar dos desafios também houveram avanços. O maior deles foi a criação do eixo “direito a aprendizagem” no Plano Nacional de Educação (PNE).

“Esse é um grande avanço, pois implica numa mudança radical de concepções pedagógicas, na medida em que o eixo da escola passa a ser o aprendizado, não apenas o ensino. Isso quer dizer que mais importante do que ensinar é fazer aprender e todos podem aprender”, disse. “Entretanto, nosso desafio é fazer com que isso aconteça no cotidiano de nossas escolas”, completou.

Polêmica – “Eu também sou favorável à escola de tempo integral. Mas gostaria de ter recursos no orçamento para ampliar o número delas”, enfatizou o secretário de Educação do DF, Júlio Gregório. Ao criticar o fato de as despesas com pessoal representarem 87,9% dos recursos da educação, no DF, o secretário propôs que os professores que fossem cedidos para cargos em outras secretarias sejam pagos com os recursos dos órgãos que os recebem, a fim de que aqueles recursos continuem incorporados ao orçamento da educação.

Recursos da Educação – Como encaminhamento da solenidade os deputados Joe Valle e Reginaldo Veras informaram aos presentes que apresentarão conjuntamente uma Proposta de Emenda à Lei Orgânica (PELO) visando proibir o contingenciamento de recursos da educação.

Novos debates – Reginaldo Veras, que preside a Comissão de Educação Saúde e Cultura, destacou que a CESC promoverá mais debates que abarcam temas ligados à educação.

No próximo dia 8 de maio o Plano Distrital de Educação será tema de discussão na Casa, já no dia 22 a segurança pública no perímetro das escolas do DF será tema de debate.

Veras, que é professor há mais de duas décadas, destacou seu empenho em tornar a comissão a mais atuante da Câmara e reiterou que seu mandato será voltado a defesa da educação de qualidade.

Foto: Carlos Santos

Ísis Dantas, com informações da Coordenadoria de Comunicação Social da CLDF

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

Educação no Campo quer atenção e investimentos

Compartilhar via WhatsApp Foto: Ísis Dantas A Câmara Legislativa do Distrito Federal foi palco de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade