fbpx

Falta de reagentes químicos prejudica atendimento no Laboratório Regional de Ceilândia

Creative Commons

Após ouvir denúncias sobre a falta de materiais básicos para atender a população, o presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CESC), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), foi ao Laboratório Regional da Ceilândia a fim de ouvir os servidores sobre as possíveis reclamações. Segundo os profissionais, a unidade passa por insuficiência de reagentes químicos, indispensáveis para a realização dos diagnóstico​s, ​há mais de um ano.

Após ouvir denúncias sobre a falta de materiais básicos para atender à população, o presidente da Comissão de Educação, Saúde e Cultura da Câmara Legislativa do Distrito Federal (CESC), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), foi ao Laboratório Regional da Ceilândia a fim de ouvir os servidores sobre as possíveis reclamações. Segundo os profissionais, a unidade passa por insuficiência de reagentes químicos, indispensáveis para a realização dos diagnósticos​, ​há mais de um ano.

O laboratório costumava entregar 70 mil exames por mês, número que hoje não ultrapassa os 25 mil. Análises clínicas de hormônios (TSH, T3, T4, T4 Livre, etc); de PSA e VLDR, exame que detecta a presença da sífilis, estão paradas devido a ausência de material necessário.

Além dos reagentes, há equipamentos sem manutenção há cerca de 6 meses. São máquinas responsáveis por exames primários, como a dos hormônios por exemplo, que estão impedindo a realização desses procedimentos no laboratório. Nesse caso a população está procurando outras unidades de atendimento para realizá-los.

Licitações

Outro problema diz respeito às licitações, que não são feitas regularmente e ocasionam ainda mais ausências no estoque. Segundo um servidor as compras emergenciais saem 2 ou 3 vezes mais caras do que as feitas a partir de processo licitatório.

Veras ficou preocupado com a situação e já utilizou a tribuna durante uma das sessões ordinárias da Câmara Legislativa para chamar a atenção dos parlamentares diante do problema. “Levaremos essas denúncias ao Ministério Público e fiscalizarei, junto à Comissão de Educação, Saúde e Cultura, a fim de sanarmos essas carências urgentemente”, concluiu o distrital.

O presidente da CESC se dedicará, a partir deste mês, às diligências nas UPAs, postos de saúde, hospitais e laboratórios do DF.

Anna Cléa Maduro (Assessoria de Imprensa)

https://youtube.com/watch?v=EeGfw_QezDc

Sobre Anna Cléa Maduro

Anna Cléa Maduro
Jornalista e fotógrafa. Assessora atualmente o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Presidente da Novacap recebe moradores do Gama e de Planaltina

Compartilhar via WhatsAppNa última quinta-feira (23), o presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade