fbpx
Foto: Rinaldo Morelli/CLDF

CESC discute demandas do setor cultural

Foto: Rinaldo Morelli/CLDF

 

Os problemas do Sistema de Cultura do Governo do Distrito Federal foram tema da reunião da Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) na manhã desta quarta-feira (8). Integrantes do Fórum de Cultura do DF e do Movimento Ocupa Funarte discutiram a situação dos espaços culturais fechados e sucateados na capital;  a precarização da Secretaria de Cultura, que poderia ser amenizada com as nomeações dos aprovados em concurso público realizado em 2014; o atraso nos pagamentos dos projetos aprovados no Fundo de Apoio à Cultura (FAC); o descumprimento do art. 246 §5º da Lei Orgânica do Distrito Federal (LODF), que prevê que  0,3% da Receita Corrente Líquida do DF devem ser investidos no FAC; além da necessidade de blindar o Fundo.

Na ocasião, o Maestro Rênio Quintas, membro do Fórum, pediu ao presidente da Comissão que a CESC seja defensora do FAC e dos projetos que envolvam a cultura e os agentes culturais da cidade. Quintas ainda solicitou ao parlamentar que faça gestão junto ao governador Rodrigo Rollemberg (PSB) para que receba a comunidade cultural do DF para discutir a atual situação do sistema cultural da capital. Segundo ele, o governo não tem tratado a cultura como prioridade e a Casa precisa ser a ponte entre os fazedores de cultura e o Executivo.

Veras, que em 2015 apresentou uma Proposta de Emenda à Lei Orgânica (PELO) para vedar o contingenciamento dos recursos do Fundo de Apoio à Cultura, se comprometeu em intermediar um encontro entre o governador e a comunidade cultural do DF.

“Semanalmente me reúno com o governador, na próxima reunião levarei a pauta de vocês e proporei que ele faça uma “Roda de Conversas” com toda a comunidade cultural do Distrito federal”, disse.

O deputado lembrou que havia um acordo entre os representantes do Fórum de Cultura e o governo de não debater sobre a PELO 13 até o primeiro semestre deste ano, mas no próximo semestre já haverá condições de que a proposta seja discutida pela Casa.

“Com a organização e pressão de vocês seja aprovada. Com isso o FAC, assim como o Fundo da Criança, não poderá ter seus recursos contingenciados, o que será uma grande vitória para a cultura no DF”, destacou.

Instituto Federal de Brasília – Outro grupo que trouxe demandas para a CESC foi o Instituto Federal de Brasília (IFB). O reitor da instituição, Wilson Conciani, veio à Casa para reforçar a necessidade de uma parceria entre a Câmara e o Instituto.

Segundo Conciane, hoje o Instituto conta com 10 Campi no Distrito Federal e a expectativa é que até 2018 esse número chegue a 13. Entre as demandas do IFB mais urgentes que podem ser resolvidas com a ajuda da CLDF está a concessão de um terreno – de aproximadamente 12 mil m2-  em Sobradinho para a construção de um novo Campi na região.

Outras reivindicações são a ampliação do número de vagas no Pronatec, a liberação de orçamento e códigos de vagas (no MEC e MPOG), a obtenção de autorização para criação de um polo avançado no PADF (MEC), além da melhoria na divulgação e interação com a comunidade do DF.

Reginaldo Veras se colocou à disposição para lutar para que a concessão do terreno em Sobradinho aconteça o mais rápido possível.

“Levarei a demanda ao governador e solicitarei que as pastas responsáveis possam ajudar na escolha e mapeamento de uma área para a construção de um novo Campi na área”, disse. “ Quero aproveitar a ocasião para agradecer ao IFB a cessão do auditório da instituição em Samambaia para realização das aulas do curso pré-universitário social. Esse foi um projeto desenvolvido como piloto inicialmente no Recanto das Emas, e que foi expandido para Ceilândia, Samambaia e Gama, entre outras Coordenações Regionais de Ensino (CREs). Podemos apresentar o Instituto a esses alunos como opção de formação de qualidade e fortalecer ainda mais esta parceria de tanto sucesso”, concluiu.

 

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

TCDF analisa representação que pede volta de pagamento de benefício para Educadores Sociais Voluntários

Compartilhar via WhatsApp Nesta quarta-feira (24), às 15h, o Tribunal de Contas do DF (TCDF) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade