Início / Notícias / Destaques / CESC aprova prioridade para professores com deficiência na escolha de turmas
Fot: Ísis Dantas

CESC aprova prioridade para professores com deficiência na escolha de turmas

Por Ísis Dantas

Professores com deficiência, que acompanhavam a reunião da Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) na manhã desta quarta-feira (30), comemoraram a aprovação do O PL nº 1.084/2016. O projeto, de autoria do deputado Bispo Renato Andrade (PR), altera a Lei nº 4.317/2009 que trata sobre a Política Distrital para Integração da Pessoa com Deficiência e permite que os professores com deficiência da carreira Magistério Público tenham prioridade no procedimento de escolha de turmas.

Para o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), que é professor da Secretaria de Educação há mais de 20 anos, a iniciativa é “corajosa”, pois essa prioridade não é algo consensual entre a categoria, composta por mais de 30 mil profissionais.

Agora, o projeto deve passar pelas demais comissões da Casa e seguir para plenário. Caso aprovada, a medida deve beneficiar cerca de 600 profissionais da área de educação.

Participaram da reunião a deputada Luzia de Paula (PSB), os deputados Prof. Reginaldo Veras (PDT), Wasny de Roure (PT) e Juarezão (PSB).

Foto: Ísis Dantas

Escola de Educação em tempo Integral pede ajuda – Mais uma vez a CESC abriu espaço para ouvir as demandas de representantes de diversos segmentos. Antes de iniciar a reunião, os deputados receberam os diretores da Escola Classe 15 de Ceilândia.

Ricardo Koziel e Mariângela Rolim expuseram a realidade da unidade de ensino, que oferece educação em tempo integral, e pediram apoio dos parlamentares para que a escola possa ser beneficiada com mais recursos e continue a ofertar educação de qualidade e em período integral.

O deputado Prof. Reginaldo Veras, filho de Ceilândia e pioneiro no envio de recursos para as unidades escolares via PDAF –Programa de Descentralização Administrativa e Financeira – da Secretaria de Educação do DF, destacou a importância do programa e da revolução que o envio de recursos via PDAF tem feito.

O parlamentar aproveitou para lembrar que a Casa deve aprovar até o fim de setembro a legislação que regulamenta o programa, o que facilitará a vida dos gestores escolares e permitirá melhoria substancial nas escolas do DF. “Com a aprovação da Lei do PDAF os gestores escolares poderão se organizar e atender as demandas das unidades de ensino de forma rápida e eficiente”, disse.

Para a EC 15 de Ceilândia Veras enviou emenda parlamentar – via PDAF, no valor de R$ 18 mil. “ Parece pouco, porém com os recursos foram feitos reparos na cozinha, reparo em duas salas de aula onde houve incêndio, troca de torneiras dos banheiros e de uma pia, troca das grades de proteção das salas de aula e instalação de forro PVC”, afirmou.

30 anos de CEDEP –  Ainda durante a reunião os deputados receberam dirigentes do Centro de Cultura e Desenvolvimento do Paranoá, que no último dia 2 de agosto completou 30 anos.  Na ocasião, eles aproveitaram para entregar uma menção honrosa pelos serviços prestados pela instituição, que desenvolve trabalhos nas áreas de saúde, economia solidária, hortas comunitárias, dança, capoeira, informática, ensino de idiomas e outras atividades, a fim de atender as novas demandas da comunidade do Paranoá.

Foto: Ísis Dantas

 

Para ver mais fotos da reunião clique AQUI

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o presidente da Comissão de constituição e Justiça (CCJ), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

PDT decidirá atuação no Governo de Brasília até 10 de outubro

Compartilhar via WhatsAppNa tarde deste domingo (17), durante a Convenção Regional do Partido Democrático Trabalhista …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade