Início / Notícias / Destaques / Veras repercute investigação da CGU nas farmácias de alto custo
Foto: Raphaella Bechepeche

Veras repercute investigação da CGU nas farmácias de alto custo

Por Ísis Dantas

Uma investigação da Controladoria-Geral da União, feita em farmácias de medicamentos de alto custo no Brasil, foi tema do pronunciamento do deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) na tarde desta quarta-feira (30). O parlamentar, que tem uma boa relação com o pessoal que trabalha nas farmácias de alto custo, aproveitou o espaço da tribuna para dizer buscou saber o que estava acontecendo e esclarecer os fatos.

“ A chefe da farmácia de alto custo, a Waleska, é uma ex-aluna nossa, muitas meninas que trabalham lá são ex-alunas nossas, por isso a proximidade com os trabalhadores da unidade. Somado a isso, como já tínhamos visto algumas reportagens de mal atendimento nas farmácias de alto custo, fomos lá descobrir o porquê e mandamos emendas parlamentares que inclusive já estão sendo executadas tanto para a melhoria do atendimento como, no caso cinco milhões de reais, para a aquisição de medicamentos de alto custo. Fui então entender a divulgação desse estudo da CGU, que se refere ao período anterior a 2014”, disse.

Veras informou que, segundo relatos dos trabalhadores da farmácia, o principal fator motivador da perda de remédios era justamente a falta de infraestrutura.

“Não havia freezers adequados, não havia um controle de temperatura adequado. Ou seja, a falta de investimentos na infraestrutura, no armazenamento dos medicamentos, é que levava à perda de medicamentos. Havia uma irresponsabilidade do Estado e não daqueles que gerenciam ali a base”, esclareceu.

O distrital disse ainda que a chefe da farmácia de alto custo está enviando um relatório para a Comissão de Educação, Saúde e Cultura (CESC) e que ela se colocou absolutamente à disposição para comparecer à CESC para prestar os esclarecimentos referentes a essa investigação da CGU.

“Fiz questão de fazer essa abordagem porque acompanho a dedicação dos profissionais que trabalham nas farmácias de alto custo, para não ficar aquela história de que foi o mal gerenciamento, a má administração por parte deles. Ou seja, foi a falta de condições de trabalho e não a falta de empenho dos servidores”, disse Veras.

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o presidente da Comissão de constituição e Justiça (CCJ), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Professores do CEM 111 do Recantos das Emas fazem vaquinha para custear inscrições de alunos no PAS e vestibulares

Compartilhar via WhatsAppPor Ísis Dantas   O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) utilizou a tribuna …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade