Início / Notícias / Destaques / PDT lamenta intimidação aos deputados contrários ao projeto da reforma da previdência

PDT lamenta intimidação aos deputados contrários ao projeto da reforma da previdência

 

A postura adotada pelo governo, que em retaliação a deputados contrários a aprovação do Projeto de Lei Complementar (PLC) 122/2017 – que trata da reestruturação da previdência dos servidores públicos do DF – exonerou, nesta segunda-feira (11/9), servidores indicados pelo Partido Democrático Trabalhista (PDT) foi tema de debate no plenário da Câmara Legislativa na tarde desta terça-feira (12).

Diversos parlamentares se manifestaram sobre a questão, alguns defendendo a aprovação do PLC, outros contrários. O presidente da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), utilizou o comunicado de parlamentares para falar sobre o tema e ratificar sua postura, contrária a aprovação do projeto.

Na ocasião, o parlamentar leu a nota assinada pelo presidente do PDT-DF, Georges Michel, que classifica como intimidação e pressão a atuação do governador em relação aos deputados distritais do partido e destaca a irrestrita liberdade dada aos seus parlamentares. No texto, Georges Michel ainda diz que o futuro da relação entre o PDT e o Governo de Brasília será discutido de maneira democrática na Convenção Regional do partido, que ocorrerá no próximo dia 17 de setembro.

Em seguida, Veras fez uma breve retrospectiva da sua atuação como parlamentar, lembrando que já foi contrário a outros projetos do Executivo, que segundo ele não eram de interesse da sociedade, a exemplo do Pacto por Brasília, que pretendia aumentar os valores dos impostos pagos pelos contribuintes.

O deputado reafirmou sua coerência e o compromisso com seus eleitores.

“Não votarei nesta Casa qualquer projeto que retire direitos dos trabalhadores e que fira as bandeiras históricas defendidas por meu partido”, disse. “Meu compromisso é com os 12506 eleitores que confiaram em mim. Não desonrarei a eles e nem a minha consciência e minhas convicções”, completou.

Reginaldo Veras disse ainda que no que depender dele se afastará e será independente em relação ao governo.

 

Leia a nota na íntegra:

Download (DOC, 144KB)

 

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o presidente da Comissão de constituição e Justiça (CCJ), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Professores do CEM 111 do Recantos das Emas fazem vaquinha para custear inscrições de alunos no PAS e vestibulares

Compartilhar via WhatsAppPor Ísis Dantas   O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) utilizou a tribuna …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade