Início / Notícias / Destaques / Professores do CEM 111 do Recantos das Emas fazem vaquinha para custear inscrições de alunos no PAS e vestibulares
Legenda: O Vice diretor do CEM 11, Jailson,  e  o aluno do 3º ano contemplado, Marc Janderso. Mais 31 alunos -  do 1º, 2º e 3º anos - foram contemplados alunos

Professores do CEM 111 do Recantos das Emas fazem vaquinha para custear inscrições de alunos no PAS e vestibulares

Por Ísis Dantas

 

Foto: Ísis Dantas

O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) utilizou a tribuna durante a sessão ordinária para criticar a omissão do Estado naquilo que é sua obrigação e consta na Constituição Federal, que é o acesso à educação – um direito social. O parlamentar relatou aos presentes que 29 alunos do Centro de Ensino Médio 111 do Recanto das Emas pretendiam fazer a inscrição no Programa de Avaliação Seriada (PAS) ou vestibulares, mas em razão dos valores cobrados para inscrição dos exames e de serem oriundos de uma comunidade carente, eles não tinham condições.

Para Veras, “ se o jovem não tem possibilidade de pleitear o acesso à universidade o processo de exclusão começa antes mesmo da tentativa, pela absoluta falta de condições financeiras. O parlamentar aproveitou para dar o exemplo da escola, que realizou uma campanha intitulada “Adote um aluno”.

“Os professores e a direção do CEM 111 fizeram a famosa “vaquinha” na internet, com colegas, amigos, pedindo qualquer doação. Eles conseguiram os recursos para realizar as inscrições, não de 29 que era o objetivo inicial, mas 32 alunos. Tudo isso através de uma ação social voluntária da comunidade escolar”, falou. “Isso é bonito, mas é inadmissível, pois isso deveria ser feito pelo Estado e não por professor e diretor de escola. Essa é uma função do poder público”, criticou.

Isenção para o PAS – Veras lembrou que em outros governos alunos da rede pública de ensino eram isentos do pagamento da taxa de inscrição do PAS, mas que no atual governo a isenção foi suspensa.

“Eu, o deputado Israel (PV), o deputado Bispo Renato (PR) e outros parlamentares, fizemos um movimento para destinar emenda parlamentar – R$ 1 milhão – para que essas isenções pudessem acontecer”, disse. “Pouca gente sabe que, apesar de destinarmos o recurso, o dinheiro não foi utilizado para o objetivo o qual destinamos. O motivo foi a enorme burocracia criada pelo Governo de Brasília – exigindo documentos para que os alunos tivessem esse direito, impedindo que os estudantes  pudessem ter acesso ao benefício. Nem 20% dos recursos foi utilizado para a finalidade e até hoje não sabemos para onde foi o dinheiro. Isso mostra a fata de sensibilidade do nosso governo”, completou.

Veras disse esperar que no próximo ano isso não volte a acontecer, que não haja a necessidade de vaquinhas para que se desburocratize esse pedido de isenção.

“Está no Cadastro Único, mostrou que não tem condições de pagar o Estado tem que bancar, senão o acesso passa a ser excludente e essa exclusão vai alimentando a desigualdade e por sua vez alimenta a violência e todos os males sociais que conhecemos. Podem falar o que for, mas o principal elemento da violência é a desigualdade, ocasionada pela falta de acesso a uma educação de qualidade ”, finalizou

Adote um aluno – “Sou professor de uma comunidade muito carente e estou arrecadando dinheiro para efetuar a inscrição no vestibular dos alunos.

A inscrição custa R$ 120,00 (realmente é muito caro…), mas qualquer doação de R$1,00 ajudaria bastante!

O pagamento deve ser efetuado até o dia 10/11 (dez de novembro), por isso os alunos precisam da sua ajuda o quanto antes. Com isso, você estará incentivando e ajudando a melhorar a educação do nosso país e dando a oportunidade de mudança de vida de uma pessoa carente! ”

 

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas

Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o presidente da Comissão de constituição e Justiça (CCJ), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Projeto Esporte à Meia-Noite abre vagas para servidores da carreira Magistério

Compartilhar via WhatsAppO projeto Esporte à Meia-Noite foi criado para combater, de forma preventiva, a …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Acessibilidade