Início / Notícias / Destaques / Veras defende retificação no edital do concurso da PMDF
Foto: Ísis Dantas

Veras defende retificação no edital do concurso da PMDF

Por Ísis Dantas

O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) utilizou a tribuna nesta terça-feira (5) para defender a retificação do edital do último concurso para provimentos de vagas na Polícia Militar do Distrito Federal (PMDF), aumentando assim o número de redações a serem corrigidas.

 “Recentemente foi feito o concurso da PMDF. É inegável e inquestionável a carência de policiais militares, fruto do grande número de aposentadorias que vêm ocorrendo. O certame previa duas mil vagas, o que é insuficiente”, disse. “Acertadamente, o Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) fez uma retificação do edital permitindo que o governo amplie em mais cinquenta por cento o número de vagas. Assim chegaríamos a três mil vagas. Muito bom, entretanto há uma incoerência, o próprio edital diz que só serão corrigidas três mil redações. Então, não adianta ampliar o número de vagas se não ampliar o número de redações previstas para correção no edital”, afirmou.

Veras ressaltou que, passado o processo de redação, o TAF – Teste de Aptidão Física e os exames médicos e psicotécnicos reprovam cerca de quarenta por cento daqueles que obtiveram sucesso na prova. Segundo ele, com isso “teríamos, então, três mil vagas no concurso e, no entanto, chegaríamos a um número de apenas 1.800 aprovados”.

O parlamentar disse entender que, no momento de crise em que nós estamos e baseado no princípio da economicidade seria prudente, econômico, justo e correto que fosse feita também uma retificação do edital aumentando o número de redações a serem corrigidas.

“Fica bom para o governo, fica bom para os concursandos e, acima de tudo, fica bom para a sociedade do Distrito Federal, que terá a garantia de que novos policiais ao longo dos dois próximos anos serão contratados, melhorando a segurança e a sensação de segurança da população do Distrito Federal”, defendeu.

Veras informou ter feito um estudo, que foi encaminhado ao Governo do Distrito Federal, ao Comandante Nunes, Comandante-Geral da Polícia Militar do Distrito Federal, que, segundo ele é solícito e simpatizante dessa medida.

“Há alguns imbróglios para se revolverem com a banca que foi contratada para realizar o certame, mas tenho certeza de que, com boa vontade política e boa vontade técnica, nós resolveremos isso o quanto antes, o que será bom para todo mundo”, disse. “Então, peço ao nosso Secretário José Flávio, ao Líder de Governo e a todos os Deputados que abracem esta causa, não pelo bem dos concursandos simplesmente, mas pelo bem da sociedade brasiliense, que terá mais policiais nas ruas”, concluiu.

 Foto: Ísis Dantas

 Enem para todos –  O deputado, que é professor, aproveitou para relatar que na última quarta-feira (30), início de feriado, ele e um grupo de professores de Brasília viajaram para o Maranhão para, juntamente com a Fundação Universidade Leonel Brizola, uma fundação vinculada ao Partido Democrático Trabalhista (PDT),  incentivarem os estudantes do interior, principalmente de área rural, para que façam o Enem e busquem o seu espaço por meio da educação, tendo a esperança do acesso à universidade.

 “Está mais do que provado que a única forma de transformação social verdadeira é por meio do acesso à educação e ao ensino superior”, disse Veras. “ Foi uma coisa linda o que aconteceu lá. O mesmo trabalho que nós fazemos aqui nas cidades satélites, conseguimos fazer em três cidades do Maranhão, o que totalizou mais de seiscentos alunos naquela região, que vieram da zona rural com toda dificuldade para assistir a um dia inteiro de aula. Menos importante foi o conhecimento transmitido. Muito mais importante foi o fomento, o incentivo para que aqueles estudantes, desesperançados muitas vezes, vejam que o acesso à universidade é viável e que é possível transformar a vida deles por meio da educação”, completou.

 Veras aproveitou para parabenizar a Fundação Universidade Leonel Brizola pelo “Reinventando o Brasil Enem”, que oferece aulas gratuitamente, para estudantes de todo o Brasil e também para agradecer aos mais de setenta professores voluntários que abdicam de seus feriados, de seus finais de semana e até, às vezes, das suas férias, para levar conhecimento de forma gratuita a estudantes de todo o País.

“Esse tipo de viagem só nos dá a certeza de que a única forma mesmo de transformar a realidade deste País, seja nas áreas metropolitanas, seja nas áreas rurais e no interior deste País, é por meio de uma educação que só se dará por meio do acesso pleno a todos”, finalizou.

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o presidente da Comissão de constituição e Justiça (CCJ), deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

  Autistas terão prioridade em atendimento garantido por lei

Compartilhar via WhatsAppPor Ísis Dantas Assim como deficientes, grávidas, mulheres que amamentam e idosos, pessoas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Acessibilidade