Início / Notícias / Destaques / Veras defende a permanência de servidores que atuam no combate à dengue
Foto: Ísis Dantas

Veras defende a permanência de servidores que atuam no combate à dengue

Segundo o portal de notícias da Globo, o G1, sete mortes por dengue foram confirmadas no Distrito Federal. A matéria, publicada ontem (2), informa que houve um aumento de 32% nos casos em apenas uma semana. Apesar da situação do DF, a Secretaria de Saúde corre o risco de perder 119 servidores que atuam diretamente no combate às endemias. Isso pode acontecer devido ao vencimento de um Termo de Ajuste de Conduta (TAC) que cede esses profissionais, oriundos da área administrativa, para atuarem diretamente no controle da dengue nas Regiões Administrativas.

O assunto foi levado ao plenário pelo deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), que chamou a atenção dos pares e lembrou que os servidores foram capacitados e possuem larga experiência na área. “Isso gerou um custo ao Estado e, caso a gente não renove esse TAC, haverá um prejuízo à pasta da saúde, afinal eles perderão profissionais altamente qualificados e com custo zero para o Estado”, argumentou o parlamentar.

Veras pediu que os distritais da base do governo levem a demanda ao Secretário de Saúde para que o Termo de Ajuste de Conduta seja renovado o mais breve possível. O deputado continuará acompanhando o caso e continuará atuando em defesa dos servidores públicos.

Veras pede apoio dos distritais da base para levar o pleito ao Secretário de Saúde

Sobre Anna Cléa Maduro

Anna Cléa Maduro
Jornalista e fotógrafa. Assessora atualmente o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Violência contra a Mulher: estabelecimentos no DF terão que fixar avisos com o número do Disque 180

Compartilhar via WhatsApp Os casos de violência contra a mulher cresceram assustadoramente no Distrito Federal. …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade