fbpx
Foto: Ísis Dantas

Especialistas virão à CLDF esclarecer sobre projeto que define uso e ocupação do SIG

Durante a reunião ordinária da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), realizada nesta terça-feira (03), o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) sugeriu ao presidente da Comissão, o deputado Reginaldo Sardinha (Avante), que na próxima reunião, em razão do Projeto de Lei Complementar (PLC) nº 13/2019, do Executivo,  que define parâmetros de uso e ocupação do solo para o Setor de Indústrias Gráficas – SIG, sejam ouvidos especialistas das áreas de arquitetura e urbanismo, patrimônio e engenharia de trafego, para discorrerem sobre os impactos que serão gerados caso o PLC seja aprovado na Casa.

Foto: Ísis Dantas

Na ocasião, Veras, que será o relator da matéria, disse que ainda não se sente seguro para dar um parecer à proposta, por isso acha importante a vinda de especialistas para esclarecer as dúvidas sobre o projeto do governo.

“ Esse projeto irá interferir na vida de inúmeras pessoas e com certeza movimentará a Casa. Precisamos ter clareza de todos os aspectos que envolvem a proposta e como eles afetarão a vida da população do Distrito Federal, além da interferência que poderá causar na área tombada de Brasília.

A intenção dos membros da CCJ é apreciar o PLC no próximo dia 17 de setembro.  

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

TCDF analisa representação que pede volta de pagamento de benefício para Educadores Sociais Voluntários

Compartilhar via WhatsApp Nesta quarta-feira (24), às 15h, o Tribunal de Contas do DF (TCDF) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade