fbpx

Veras protocola representação junto ao TCDF para sustar suspenção da Renda Temporária para os Educadores Voluntários

Nesta terça-feira (23), o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) protocolou junto ao Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) uma representação contra ato da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF) que, por intermédio do Memorando nº 11/2021 -SEE/SUPLAV/DIGES, tornou públicos os motivos ilegais pelos quais descumprirá o disposto na Lei Distrital nº 6.579/2020, que instituiu o Programa Renda Temporária para os Educadores Sociais Voluntários.

Segundo o distrital, em 2020, a Casa aprovou uma Lei simples que instituiu um benefício assistencial de prestação temporária para aqueles que prestam os serviços voluntariados de educador social, no DF.

“ A Lei, que aprovamos nesta Casa, estatuiu o prazo de duração do programa, nos seguintes termos: Art. 5º O valor do benefício é de R$ 500,00 mensais ou valor proporcional, enquanto durar o estado de calamidade pública decretado no Distrito Federal ou enquanto os voluntários não retornarem a suas atividades”, lembrou Veras. “A pandemia não acabou e o estado de calamidade pública no DF, inclusive, foi prorrogado. Entretanto, a SEE, suspendeu a transferência legal da renda aos profissionais, que tão relevantes serviços prestam à educação local”, completou Veras.

Para o parlamentar, descumprir a Lei que versa sobre o Programa Renda Temporária para os Educadores Sociais Voluntários malfere o direito constitucional à dignidade e ao mínimo existencial, o que coloca centenas de pessoas em situação de miserabilidade. Além disso, ele lembra que a Câmara Legislativa já aprovou a prorrogação dos contratos de professores temporários, em razão de não haver condições sanitárias para realização de um novo processo seletivo e que o mesmo poderia ser feito em relação aos educadores sociais voluntários.

“Antes mesmo que o TCDF se manifeste sobre a representação esperamos que o governo do DF se antecipe e deixe claro: prorrogar-se-á a validade de contratação dos educadores sociais voluntários para que estes continuem recebendo o auxílio, cuja programação orçamentária está garantida na Lei e se dará continuidade a esse programa de renda sem qualquer imbróglio jurídico e sem gerar angústia nessas pessoas”.

Sobre Ísis Dantas

Ísis Dantas
Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004. Trabalha como Assessora de Imprensa na Câmara Legislativa desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

TCDF analisa representação que pede volta de pagamento de benefício para Educadores Sociais Voluntários

Compartilhar via WhatsApp Nesta quarta-feira (24), às 15h, o Tribunal de Contas do DF (TCDF) …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade