fbpx

Reginaldo Veras pede à Polícia Civil estudo de impacto financeiro e cronograma de nomeações

Foto: Anna Cléa Maduro

A nomeação dos aprovados no concurso da polícia civil voltou a ser tema de debate na Câmara Legislativa. Na tarde desta terça-feira (10), inúmeros parlamentares defenderam a apresentação de um cronograma para as nomeações dos aprovados no certame.

A nomeação dos aprovados no concurso da polícia civil voltou a ser tema de debate na Câmara Legislativa. Na tarde desta terça-feira (10), inúmeros parlamentares defenderam a apresentação de um cronograma para as nomeações dos aprovados no certame.

O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), informou aos presentes que em janeiro passado esteve, junto com a comissão de aprovados no concurso da PCDF de 2013, na Polícia Civil para tratar da situação dos aprovados no concurso e que a época já havia sugerido ao diretor da PCDF, Éric Sebba, que fosse apresentado um cronograma de nomeações e que fosse apresentado um estudado o impacto orçamentário das nomeações.

“Em relação aos concursados da Polícia Civil que estão na galeria, em janeiro estive, junto com a comissão de aprovados, reunido junto ao diretor da Polícia Civil, Éric Sebba, e, naquela ocasião, ele prometeu divulgar um cronograma de nomeação e, a pedido nosso e da comissão, um estudo de impacto orçamentário dessas contratações”, informou. “Como, infelizmente, isso não chegou à mão dos concursados e tampouco a minha mão, eu gostaria que V.Exa., Sra. Presidente, lesse ainda hoje um requerimento em que pedimos à Polícia Civil esse estudo de impacto financeiro e esse cronograma de nomeações”, completou.

O deputado finalizou sua fala dizendo que “se trata de uma demanda de todos os parlamentares, que acompanham e estarão com os aprovados da Policia Civil nessa luta até o ato de nomeação e posse”.

Déficit- Um dado chamou atenção, a situação financeira da PCDF não está nada boa. De acordo com o Dr. Silvério de Andrade, Diretor do Departamento de Administração Geral (DAG), o déficit da instituição é de R$ 53 milhões.

Segundo ele, hoje o efetivo da polícia civil é a metade do efetivo de 1993, quando a população do Distrito Federal era menos da metade da atual.

Para o deputado Reginaldo Veras, a nomeação dos concursados seria uma forma de suprir a carência do efetivo. O parlamentar, que entende a importância dos profissionais de segurança pública, se colocou à disposição da PCDF no intuito de buscar, junto ao GDF, instrumentos para sanar o déficit e fortalecer a instituição.

Foto: Anna Cléa Maduro

Ísis Dantas (Assessoria de Imprensa)

Sobre Anna Cléa Maduro

Jornalista. Assessora atualmente o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT).

Veja também

Presidente da Novacap recebe moradores do Gama e de Planaltina

Compartilhar via WhatsAppNa última quinta-feira (23), o presidente da Companhia Urbanizadora da Nova Capital do …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade