fbpx

Veras comemora início do processo de regularização do Setor Primavera, em Taguatinga

Uma luta antiga da comunidade do Setor Primavera, em Taguatinga, parece que vai chegar ao fim. Na manhã desta terça-feira (22), o governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou o decreto de aprovação do Projeto Urbanístico da Área de Regularização de Interesse (Aris) Primavera. É um passo importante para a regularização fundiária da região, demanda dos moradores do local há mais de uma década.

O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT) participou da solenidade, que aconteceu em frente ao Colégio Anchieta, em Taguatinga. O parlamentar conhece de perto o empenho da comunidade para regularizar a região. Em 2019, Veras realizou audiência pública para tratar da questão. Na ocasião, foi criado um grupo de trabalho e foi dado o pontapé para que o processo de regularização tivesse início.

À tarde, durante a sessão remota da Câmara Legislativa, Veras elogiou a disposição do governo do Distrito Federal em proceder com a regularização da área.

“O governo Ibaneis tem sido diferenciado no que se refere a celeridade dos processos de regularização fundiária. Esse é um problema sério e histórico no DF, que envolve inúmeros fatores, e de fato observamos uma ação mais intensa para dar cabo a esse problema”, disse. “Parabéns à comunidade do Setor Primavera, que nunca desistiu; ao presidente da CODHAB, o ex deputado Wellington Luiz; ao secretário Mateus e ao governador Ibaneis Rocha”, concluiu.

Sobre Ísis Dantas

Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004 e estudante de Comunicação e Marketing. Ísis Dantas trabalha como assessora de imprensa na Câmara Legislativa há quase 15 anos - desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

Câmara aprova PELO que assegura a obrigatoriedade da língua espanhola na rede pública de ensino

Compartilhar via WhatsApp O Distrito Federal terá a língua espanhola como língua obrigatória para os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade