fbpx

Câmara Legislativa debate problemas da Assistência Social no DF

A população do Distrito Federal tem acompanhado a triste situação das pessoas em situação de vulnerabilidade que procuram os equipamentos públicos de assistência social em busca de auxílio. Um martírio, uma verdadeira novela, mas sem final feliz. Para buscar alternativas e propor soluções para os problemas que tem acometido a assistência social no DF, os deputados Arlete Sampaio (PT), Fábio Félix (PSOL), Leandro Grass e Reginaldo Veras, ambos do PV, propuseram a realização de uma audiência pública, na próxima quinta-feira (30), às 10h, no plenário da Câmara Legislativa.

A ideia é ouvir os gestores públicos para fazer um diagnóstico sobre a eficiência dos serviços de assistência social na capital e buscar amenizar os problemas para resolvê-los o quanto antes. Entre os temas a serem tratados na audiência está a deficiência no atendimento, a precariedade das estruturas e equipamentos públicos, além do represamento de atendimentos por falta de pessoal.       

Para Reginaldo Veras, as pessoas que precisam de auxílio do Estado estão sendo desrespeitadas, humilhadas. “ As pessoas passam dias e noites em filas, com fome, com frio e não recebem os atendimentos necessários para que possam acessar os benefícios concedidos pelo Poder Executivo. Enquanto isso, mortos, donos de lanchas e jet ski e servidores públicos recebem indevidamente benefícios, como o Cartão Prato Cheio”, critica. “É urgente encontrar alternativas para humanizar e acelerar os atendimentos”, completou Veras.

Vale lembrar que o DF é a unidade da federação em que mais aumentou o número de pessoas com fome. Por isso, em 2021 o deputado Leandro Grass enviou uma representação ao Ministério Público de Contas alertando para a necessidade de correta alocação de profissionais na pasta.  “ O Ministério Público de Contas reconheceu que o governo deveria rever o número de funcionários no atendimento da assistência social, mas isso ainda não aconteceu”, constata Grass. “E ainda temos visto muitas pessoas se humilhando em filas noite afora para conseguir acesso a um benefício que é um direito, isso precisa de uma solução imediata, não dá para esperar”, completa o distrital. 

Segundo Fábio Félix, é um absurdo o desmonte promovido pelo governo Ibaneis na área de assistência social. “Faltam servidores, espaços adequados para atendimento da população, priorização da pauta. Como resultado, filas imensas e pessoas em extrema vulnerabilidade ficando de fora dos programas sociais. É urgente um plano de enfrentamento das desigualdades e de fortalecimento da rede de assistência social do DF”, diz.

Foram convidados para o debate a secretária de Estado de Desenvolvimento Social (SEDES), a Sra. Mayara Rocha; o presidente do Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF), o conselheiro Paulo Tadeu; o secretário de Justiça e Cidadania do Distrito Federal (Sejus), o Sr. Jaime Santana, a secretária da Mulher, a Sra. Vandercy Camargos e o presidente Sindicato da Assistência Social e Cultura do DF (SINDSASC), o Sr. Edglay Avelino de Sousa.

Serviço:

Audiência Pública para tratar dos problemas da Assistência Social no DF

Data: 30/06/2022

Horário: 10h

Local: Plenário CLDF

Sobre Ísis Dantas

Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004 e estudante de Comunicação e Marketing. Ísis Dantas trabalha como assessora de imprensa na Câmara Legislativa há quase 15 anos - desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

CLDF presta homenagem aos professores e estudantes de Teologia do DF

Compartilhar via WhatsApp Na manhã desta sexta-feira (05), a Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF) …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade