fbpx
Foto: Ísis Dantas

Câmara aprova unificação da PASUS

 Por Ísis Dantas

Os servidores da FUNASA cedidos à Secretaria de Saúde do DF que lotavam as galerias da Câmara Legislativa comemoraram a aprovação, em 1º e 2º turnos, do Projeto de Lei 1.965/2018, que trata do pagamento de gratificações aos agentes comunitários das equipes de saúde da família, bem como da concessão de forma isonômica da Parcela Autônoma de Integração ao Sistema Único de Saúde do DF (PaSUS) aos servidores do governo federal cedidos à SESDF.

O deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), que desde 2015 luta pela resolução das demandas dos servidores junto ao Executivo, comemorou. “Hoje tivemos uma grande vitória, garantimos que a equiparação da gratificação dos servidores de nível médio com os de nível superior ocorra. É uma conquista justa, que vocês tanto precisavam e mereciam, fruto de muita luta, de muito empenho e da força e coragem de todos vocês, que em nenhum momento esmoreceram ”, disse.

Agora, o projeto segue para sanção do governador. O impacto orçamentário estimado pelo GDF é da ordem de R$ 12 milhões nos próximos oito meses, e de R$ 19 mi em 2019.

 

Foto: Ísis Dantas

Luta pela equiparação – Os servidores de nível médio da Funasa cedidos à SES entendiam que o pagamento da Parcela Autônoma de integração ao Sistema Único de Saúde (PASUS) não deveria acontecer de forma diferenciada, uma vez que as tarefas desenvolvidas por eles, independentemente do nível, sempre foram as mesmas.

A reivindicação da categoria era de que  os valores fossem equivalentes, já que um servidor de nível médio recebe a gratificação no valor de R$ 900,00, enquanto os de nível superior ganham R$ 1.900,00, mais que o dobro do valor.

Sobre Ísis Dantas

Formada em Comunicação Social/ Habilitação Jornalismo pela Universidade Católica de Brasília em 2004 e estudante de Comunicação e Marketing. Ísis Dantas trabalha como assessora de imprensa na Câmara Legislativa há quase 15 anos - desde 04 de setembro de 2006. Atualmente assessora o deputado Prof. Reginaldo Veras (PDT), reeleito para seu segundo mandato parlamentar.

Veja também

Câmara aprova PELO que assegura a obrigatoriedade da língua espanhola na rede pública de ensino

Compartilhar via WhatsApp O Distrito Federal terá a língua espanhola como língua obrigatória para os …

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Acessibilidade